Você esta em:

DICAS E SUGESTÕES


Como limpar o seu freezer

A limpeza do freezer deve ser feita regularmente, pois ajuda a manter em ordem os locais dos alimentos e prolonga a vida útil do seu eletrodoméstico. Mas, é importante ressaltar que esse passo a passo que preparamos para você pode ser feito também nos freezers do seu estabelecimento.

Vamos ao passo a passo!

1) Desligue o freezer da tomada

Nunca desligue à noite para limpar no dia seguinte. Faça no dia que fará a limpeza. Nunca limpe o freezer sem antes ter desligado da tomada.


2) Abra a tampa do freezer e deixe-o descongelar

Deixe descongelar, isso pode levar alguns minutos ou até mesmo horas, dependendo da quantidade de gelo e produtos acumulado no interior do mesmo.


3) Produtos adequados para limpeza

Utilize água com bicarbonato. Misture 2 colheres de sopa de bicarbonato em 1 litro de água morna. Nunca utilize produtos químicos ou que possam deixar cheiro dentro do freezer. Jamais utilize agentes de limpeza como: álcool, querosene, gasolina, thinner, varsol, solventes, detergentes, ácidos, vinagre e produtos químicos ou abrasivos. Não jogue água diretamente dentro ou fora do freezer.


4) Parte Interna

Limpe o interior do Freezer e os acessórios com uma solução de água morna e bicarbonato de sódio. Seque-o cuidadosamente. E não esqueça que as peças plásticas não podem ser lavadas com água quente.
Faça a limpeza do freezer com uma flanela embebida na solução.


5) Borracha de Vedação da Tampa

A borracha de vedação da tampa deve ser limpa cuidadosamente com sabão neutro e água morna.
Enxágue e seque, tomando cuidado para não danificar a borracha.


6) Deixe-o secar

Assim que finalizar a limpeza, espere secar para depois religar o freezer.
Importante: o freezer só deve ser descongelado a cada 6 meses. Se ele estiver muito em ordem e limpo, sem excesso de gelo, você pode descongelá-lo apenas uma vez por ano.


7) Ligue o freezer

Ao ligar o freezer novamente na tomada, aguarde alguns minutos para alcançar a temperatura ideal, e retorne com seus produtos no seu equipamento.






Como instalar a sua salamandra



A chaminé das salamandras que possuem saída por trás também são fáceis de se colocar, mas é preciso antes de tudo, decidir se a chaminé irá passar por dentro do cômodo ou por fora.

Definindo isto, a primeira peça a ser colocada, será uma curva de 90° graus, que deverá ser curta caso a chaminé fique dentro do ambiente, e deverá ser longa quando a chaminé ficar pelo lado de fora e neste caso, precisa ter comprimento suficiente para passar pela parede e sair pelo outro lado.

Após a curva, basta seguir com a colocação dos tubos até o telhado. Em casos onde não há beirada de telhado para passar a chaminé, é preciso ficar o tubo na parede com ajuda de uma abraçadeira, e subir um pouco acima para colocação do chapéu.

Algumas pessoas preferem passar a chaminé por dentro para aproveitar o calor que a chapa de aço da tubulação retém. Se for uma residência com dois andares, por exemplo, não há problema o tubo passar pelo cômodo assim, mas é importante que avise às pessoas quando a salamandra estiver em funcionamento, para evitar que alguém encoste no tubo e se queime.

Em alguns locais, a tubulação não pode passar pelo andar de cima, ou então devido à construção, há dificuldade em passar pelo teto, então neste caso, não há problema algum em passar a tubulação pela parede.

Obs: Evite ao máximo utilizar muita curvas e desvios, pois isso poderá prejudicar a exaustão da fumaça e fazer com que ela retorne à salamandra, e saia pelas frestas enchendo a casa de fumaça.


Após instalar a salamandra, proceda da seguinte maneira:

Coloque dois pedaços de lenha seca de pé contra a parte traseira da salamandra e afaste-os aproximadamente 10 cm. Entre estes coloque um pouco de jornal amassado e, sobre o jornal, espalhe gravetos e pequenos pedaços de madeira (ripas).

Abra totalmente o registro da salamandra e acenda o fogo contra o papel. Após o fogo estar aceso, e à medida que for necessário, adicione mais lenha.

Com o uso da salamandra, você verificará a quantidade de lenha necessária para manter o fogo. Nas primeiras vezes que se fizer fogo, deve-se utilizar pouca lenha, para que se proceda a "QUEIMA" da tinta (sinterização) do revestimento; nessas ocasiões, desprende-se um odor característico, o que é natural nas primeiras vezes em que a salamandra é usada.

Aconselhamos a realizar as primeiras "QUEIMAS" com o ambiente bem ventilado, e com fogo brando, durante um período de quatro a seis horas.

Após a "QUEIMA" sua salamandra estará pronta para uso. Não há necessidade de se colocar lenha em excesso, pois o aproveitamento da queima nas salamandras é bastante eficiente e, além disso, pode prejudicar a pintura da chaminé (normalmente feita em chapa galvanizada com pintura de alta temperatura). Lembramos que as salamandras aquecem por radiação da chapa, e não diretamente do fogo, isto é, o fogo transfere calor para a chapa e esta para o ambiente.

Periodicamente deve-se limpar a gaveta das cinzas, a fim de evitar o transbordamento das mesmas. Use ferramentas apropriadas para manusear sua salamandra: pegadores de lenha, atiçadores de fogo e luvas de amianto.

Jamais faça fogo em excesso em sua salamandra, e nem a use como incinerador de papéis e outros materiais combustíveis.


A tal da chaminé

Todas as salamandras possuem chaminé e devem ser instaladas com a chaminé em perfeito funcionamento. Como a madeira ou carvão são queimados dentro da salamandra, os gases provenientes da queima, inclusive fuligem, precisarão de um local para escaparem. E a chaminé é o local por onde eles deverão sair.

Nos casos onde a chaminé sai por trás, a colocaçao de uma curva de 90° graus se faz necessária.

Além da curva, para instalar a salamandra, você irá precisar de: tubo em aço galvanizado, anel de acabamento e chapéu também em aço galvanizado.

O tubo normalmente é comprado por metro linear, ou seja, são peças de 01 metro que podem ser cortadas no local de acordo com o tamanho projetado da chaminé. O anel de acabamento serve para ser colocado em volta do furo por onde sai o tubo, portanto, se o tubo sair pela parede, o anel fica envolta fixo na parede, ou se o tubo sair direto pelo teto, o anel fica envolta do furo fixado no teto.

Normalmente, o furo sempre possui diâmetro maior que a tubulação, até mesmo para evitar de ficar totalmente encostado, e para deixar esta parte mais bem acabada, utiliza-se o anel que esconde qualquer falha.

O chapéu é encaixado no tubo assim que este termina acimado telhado, e é por ali que a fumaça deverá sair.

Normalmente, a chaminé não precisa de nenhum tipo de vedação, é apenas encaixada.

Mas, se a altura da chaminé for muito alta, como no caso de uma casa de dois andares, faz-se necessário o uso de abraçadeiras darão maior firmeza ao tubo, já que os prenderão à parede.

Onde colocar

As salamandras não podem ser colocadas diretamente sobre pisos de madeira, carpetes, etc. Se esse for o seu caso, sugerimos que seja feita uma pequena base, que pode ser de concreto, pedra, mármore ou granito. Basta que seja uma peça com espessura de uns 4cm no mínimo.

Não devem haver tomadas elétricas atrás e/ou muito próximas da salamandra.

Caso a parede atrás da salamandra seja de madeira, devemos ter o mesmo cuidado de isolá-la da salamandra. Todas as salamandras devem ser colocadas afastadas da parede cerca de 5 cm.

Normalmente, as salamandras são colocadas em casas, pela facilidade de instalação da chaminé, porém, alguns apartamentos já possuem formas de se adaptar uma chaminé, o que torna viável a colocação da salamandra nestes ambientes.

As salamandras também podem ser colocadas em casas com mais de um andar. Inclusive, em alguns casos, passa-se a tubulação pelo cômodo de cima, até chegar ao telhado. Como a tubulação também armazena calor, pode ajudar a esquentar um pouco o cômodo acima (mas isso irá depender da construção e de vários outros fatores, portanto, não damos garantia de tal efeito).


Capacidade de Aquecimento

A capacidade de aquecimento de uma salamandra varia de 30 a 70m².

REDES SOCIAIS JUNGES
+55 (49) 3643 - 0270
junges@junges.com.br
Rua Lourenço Ludwig, 151 - Distrito Industrial - São José do Cedro - Santa Catarina - Brasil
Desenvolvimento: